fbpx

NOSSA HISTÓRIA

Hoje em dia, quando as pessoas escolhem fazer Aliyah, elas sabem que, apesar dos desafios que acompanham sua decisão, há oportunidades esperando por elas em um ecossistema próspero com uma rede de apoio.

Mas fazer a Aliyah nem sempre foi tão fácil, e quando mergulhamos mais fundo nos fundamentos do Gvahim, fica claro que foi a jornada única de um Oleh que abriu o caminho para outros.

Em 2001, o marroquino Mickael Bensadoun chegou a Israel com a paixão de construir uma carreira e abrir um novo caminho para si mesmo.

Com uma educação de instituições renomadas da França e um doutorado da Universidade Hebraica, Mickael pensou que estaria bem preparado para construir uma vida profissional em Israel, mas logo descobriu os numerosos obstáculos que o impediam de alcançar seus objetivos.

Um desafio específico que Mickael enfrentou foi tentar entrar no mercado de trabalho israelense. Para sua frustração, e apesar de suas conquistas e habilidades acadêmicas, havia um elo perdido: ele não tinha as conexões e o “networking” que seus colegas israelenses consideravam comuns. Ele sabia que precisava encontrar uma maneira de entrar no mercado de trabalho, mas se sentia sozinho, sem ninguém a quem recorrer em busca de ajuda e orientação. 

Um dia, a caminho da França para visitar sua família, Mickael estava esperando seu voo no aeroporto Ben Gurion. Sentado ali, ele refletiu sobre suas lutas, pensando em desistir de seus sonhos. Seu semblante de preocupação chamou a atenção de um viajante próximo, Eli Alaluf, que se aproximou de Mickael para ver se ele poderia oferecer conforto a este jovem desconhecido. 

Mickael compartilhou sua história com Eli, junto com seus sentimentos de desesperança, sem saber que Eli era um funcionário da alta casta do governo e também um filantropo benevolente.

Eli ficou tão comovido com a história de Mickael que, ofereceu a Mickael um estágio na Rashi Foundation e fez apresentações de seu “networking” pessoal, incluindo Gustave Leven, Eli Ayalon e Yair Shamir.

Mickael aproveitou a oportunidade e, embora tenha começado como estagiário, logo se tornou um membro valioso da equipe. Com suas novas conexões e o apoio da Fundação, os pensamentos de Mickael imediatamente se voltaram para outras pessoas na mesma situação em que estava, e ele resolveu criar uma maneira para outros Olim qualificados obterem as ferramentas e o suporte de que precisavam para encontrar empregos em Israel.

Junto com Gustave Leven, ele iniciou o primeiro programa de carreira e de assimilação para ajudar os Olim qualificados a conseguir seu primeiro trabalho em Israel. A abordagem deles foi tão bem-sucedida que se tornou o modelo para programas futuros, construindo uma ponte entre os Olim profissionais e o ecossistema israelense por meio de orientação, networking e habilidades de naturalização social.

Em 2006, Mickael identificou a necessidade de iniciar uma organização independente e sem fins lucrativos para promover seus objetivos. Foi então que nasceu o Gvahim, Mickael trabalhando em conjunto com Yair Shamir para criar essa nova iniciativa.

ONDE ESTAMOS HOJE

O Gvahim (que se traduz como “alturas”) foi construída com base na premissa de que todo Oleh deve ser capaz de entrar no mercado de trabalho israelense e obter as conexões necessárias para construir uma carreira de sucesso.

Nossa missão é facilitar a integração bem-sucedida de novos olim no mercado de trabalho israelense.

Todo ano, o Gvahim ajuda milhares de Olim de todo o mundo a obter ferramentas e habilidades essenciais para entrar no mercado de trabalho israelense, o que, por sua vez, facilita sua integração em todas as áreas da vida israelense.